• First Page | Fábio Carneiro

Como um Projeto Universitário de eCommerce virou Ação na Bolsa de Valores

Atualizado: 23 de Abr de 2020

Era só um Projeto Empresarial escrito durante um curso MBA na escola de negócios da Universidade de Stanford. Hoje é Ação na Bolsa de Valores.


Caros leitores, este artigo possui conteúdo patrocinado.Saiba mais.

Tudo começou quando Marcos Galperin estava terminando seu MBA na escola de negócios da Universidade Stanford, em março de 1.999. Naquela ocasião, ele decidiu escrever um projeto de empresa no ramo de e-commerce.

Usando uma regra básica de empreendedorismo (aprende, executa), Galperin começou a colocar seu projeto em prática, formando uma equipe de profissionais.


Em agosto de 1.999, ou seja, cinco meses depois, surgiu o Mercado Livre. Suas operações tiveram início na Argentina, mas hoje são 12 países na América Latina e um país na Europa (Portugal).


O então projeto de Marcos Galperin chamou atenção de vários investidores de nível mundial, o que lhe rendeu vários aportes milionários, como US$ 7,6 milhões de investimentos da J.P. Morgan Partners BHCA L.P., Flatiron Fund Entities e Hicks, Muse, Tate & Furst.


Depois (no ano 2000) vieram mais US$ 46,7 milhões em investimentos por parte da Goldman Sachs Entities, CRI Banco Santander Central Hispano e outros.


Depois de mais de 50 milhões de dólares investidos, veio a parceria exclusiva com o eBay...

Gere Autoridade para sua Empresa com a First Page

Consulte Nossos Planos e Preços


Em setembro de 2001, o Mercado Livre firmou parceria exclusiva de 5 anos com o eBay na américa Latina. Lembrando que nessa época, o eBay já era a maior empresa de compras e vendas pela internet do mundo e pioneira neste negócio.


Depois disso, o Mercado Livre passou a investir na estratégia de compra de empresas concorrentes, como a Lokau.com, algumas operações da DeRemate.com Inc. (Arremate, no Brasil) e CMG (Classified Media Group, Inc.).


Em agosto de 2007, se tornou empresa de capital aberto listada na Bolsa de Valores, mais precisamente na Nasdaq.


Mercado Livre e Correios firmaram parceria na área de logística...

Em 2013, Mercado Livre e Correios firmaram parceria na área de logística. Com a parceria, surgiu o Mercado Envios, que oferece melhores tarifas de frete para produtos negociados na plataforma, ajudando a resolver um dos gargalos de qualquer e-commerce.


Mas a inovação saiu da plataforma com o Mercado Pago, braço financeiro da empresa. Trata-se da tecnologia de pagamentos do Mercado Livre, que funciona fora dele também, permitindo que outros sites, estabelecimentos físicos (como lojas) e até mesmo a Pessoa Física (autônomos) utilizem o sistema como gateway de pagamentos para vendas virtual e presencial.


O Mercado Pago, além de aceitar as principais bandeiras de cartões de crédito e débito (Visa, MasterCard, Elo, Dinners, American Express, Hipercard e outros), ainda permite o parcelamento das compras em até 12x.


E não para por aí, autorizado pelo Banco Central do Brasil, assim como o NuBank, além de disponibilizar cartão de crédito e cartão pré-pago para os correntistas, o Mercado Pago opera como conta digital, oferecendo rendimentos para todos os usuários, com taxa de 5,2% ao ano (acima da poupança), de forma automática e sem cobrar tarifas.


Mercado Pago passa a render mais que a Poupança . . .

Para ter acesso ao sistema de rendimentos automáticos, basta ter uma conta no Mercado Pago e ativar a função “Render Meu Dinheiro”. O melhor de tudo é que, para o resgate dos rendimentos, não há exigência de valor mínimo ou prazo.


Além de rendimentos automáticos, o usuário pode fazer recargas de celular, enviar dinheiro para a plataforma através de pagamento de boletos e fazer retirada do saldo para outras contas bancárias.


No Brasil, são mais de 2,5 milhões de clientes com dinheiro na conta do Mercado Pago, sem contar com os mais de 225 milhões de usuários em 12 países da América Latina.


A grande vantagem é que qualquer pessoa (mesmo sem CNPJ) pode ter uma máquina de cartão para receber dos seus clientes.

Como já dito, o Mercado Pago disponibiliza para Pessoa Física (CPF) ou Jurídica (CNPJ) o serviço de venda presencial, através de máquinas de cartão.


As grandes vantagens são que o usuário não paga aluguel nem taxa de adesão, além de poder sacar o dinheiro na hora, tanto para operações no débito, quanto para operações no crédito.


Para ter todos esses benefícios e receber de seus clientes através de vendas presenciais, é necessário adquirir um das 03 opões de “maquininhas” de cartão do Mercado Pago (Point Mini, Point Mini Chip e Point Pro).




Fontes: Pereira, Vivian; Esteban, Israel (15 de janeiro de 2013). «MercadoLivre e Correios firmam parceria na área de logística». Reuters. Estadão. ; «Mercado Libre will celebrate its17th birthday with discounts of up to 70%». La Republica. 9 de setembro de 2016. ; «Mercado Pago ganha rendimento automático e terá cartão de crédito em 2019». Olhar Digital. 07 de dezembro de 2018.




Gere Autoridade para sua Empresa com a First Page

Marketing de Conteúdo com a First Page

Consulte Nossos Planos e Preços